Cólicas em bebês: soluções práticas para o dia a dia

Porque se tem uma coisa que parte o nosso coração é o chorinho do baby!

Oi, gente!

Vamos conversar sobre cólicas?

É muito complicado identificar os diferentes tipos de choro no começo, principalmente nos primeiros dias ou nas primeiras semanas. E um dos choros que mais acontece, infelizmente, é o de cólica.

É normal, todo bebê tem cólica! Como toda ginecologista obstetra avisa e já sabemos, o sistema digestivo do bebê continua a se fortalecer já fora da barriga da mamãe, então imagina o desconforto que isso deve dar, né!

Além disso, o bebê para de ser alimentado pelo cordão umbilical e passa a receber leite, o que também já representa uma mudança, diferenças de temperaturas, uma porção de coisas – sendo muitas dessas razões ainda nem conhecidas por nós!

Normalmente, o que podemos fazer é colocar uma compressa morninha, dar colo, colocar o bebê numa posição confortável, tentar minimizar a dor de formas alternativas, e quando a cólica está forte podemos dar um remédio – o que a pediatra passar para cada caso.

Aqui em casa, o Antônio sofre bastante com cólicas – bem mais do que o Alvinho sofreu no começo. E os meus cuidados com os dois foram absolutamente iguais. A única diferença foi a amamentação: consegui amamentar o Alvinho no peito até os 7 meses tranquilamente, já o Andó passou para a fórmula bem cedo, porque infelizmente meu leite secou.

E falando nisso, tem matéria aqui no blog falando só sobre o meu leite, o que aconteceu e como foi introduzir leites de fórmula. Vale a pena ler.

Por mais que as fórmulas sejam feitas para serem parecidas com o leite materno, sabemos que são produzidas a partir da proteína do leite de vaca e, por isso, a digestão é um pouco mais difícil.

Não sei se essa é a razão para o Antônio sofrer mais de cólicas, mas dizem que o leite influencia bastante, né?

O que eu faço para tentar amenizar a dorzinha dele é dar muito colo, muito carinho, algumas compressas mornas para ajudá-lo a relaxar e ficar com ele em ambientes tranquilos e de luz fraca, porque isso também ajuda a acalmar o bebê.

Uma boa tática também é dar um banho morno (a temperatura habitual da água para banhos de bebês, na realidade). Assim como nas minhas cólicas menstruais, por exemplo, que a água morna ajuda bastante!

Como foi ou como está sendo a experiência de vocês? Vamos dividir experiências e dicas!

Aproveitem para me seguir no insta que eu sempre posto bastante coisa dos meus bebês por lá: @larissasiloto.

Beijos,

Lari

 

© Copyright – 2015 Larissa Siloto. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: mufasa